Há menos de uma semana do término das inscrições os editores falam sobre a expectativa que têm em relação ao Prêmio LiteraCidade de 2013.

Pergunta: Qual a principal motivação para os prêmios literários anteriores?

Resposta: Publicar! Sem dúvida, a principal motivação foi possibilitar a autores os mais variados terem a oportunidade de ver seus textos publicados em livros.

P: Existe alguma diferença significativa entre o Prêmio deste ano e os três anteriores?

R: Sim. Este ano o certame irá outorgar prêmios em classificação ordinária, ou seja, primeiro, segundo e terceiro. Até o ano anterior havia apenas prêmios de publicação sem classificação ordinária. Outra diferença é que resolvemos fragmentar o prêmio em gêneros e distribuir no calendário (poesia até setembro, crônica até janeiro, contos/minicontos até maio).

P: Há também as categorias… este ano haverá premiação para livro completo. Como é isso?

R: Verdade. Para poesia/poema, temos as categorias textos avulsos, o que é muito comum em concursos literários. Temos a categoria seleta de textos, o que não é comum em concursos literários, mas julgamos importante, pois possibilita um contato maior com a produção de um mesmo autor, de um mesmo candidato inscrito. E temos o grande prêmio da edição que é a publicação do livro de poemas do autor em uma tiragem baixa, mas relevante para todo e qualquer autor, especialmente para aqueles que ainda não tiveram seus trabalhos publicados em livro.

P: O concurso tem taxa de inscrição. Existe alguma rejeição a concursos assim?

R: Existe, sim. Assim como existe rejeição a concursos que resultam em publicações cooperativadas. Nós não nos incomodamos com isso. É pouco provável que façamos algum concurso (com pseudônimo etc) sem taxa de inscrição, mas certamente faremos seleções sem custos como a que fizemos para os 100poemas 100poetas volume 2. Nesta seletiva (que não era concurso, não exigia pseudônimo, ineditismo, nem certificado de outorga…), recebemos textos de 843 autores. Somos uma editora pequena e as taxas de inscrições nos prêmios e nos concursos que organizamos tem também a finalidade de conter uma quantidade de inscrições em massa.

P: Então as taxas não são para cobrir as despesas do concurso?

R: Nem de longe. Há quem pense que concursos com taxa resultam em lucro. Alguns devem mesmo resultar. No nosso caso, não. As inscrições não chegam a 20% do orçamento com divulgação, comissão julgadora, premiação e postagem. Se recebermos 200 inscrições apenas na categoria livro completo, ainda não teremos cobertas todas as despesas.

P: O que a Editora ganha então?

R: Ganhamos em divulgação. Nesta versão do prêmio, além da motivação principal que é publicar, também estamos em busca de novos talentos para publicarem o livro solo conosco num novo modelo que estamos chamando de publicação partilhada.

P: Existe alguma demanda por parte dos escritores?

R: Existem muitas. Existem autores sugerindo antologias temáticas, sugerindo concursos por faixa etária ou nível de escolaridade…

P: Existe alguma demanda que vocês estão estudando colocar em prática?

R: Sim, muitas. Mas precisamos pensar em colocar o chapéu à altura da mão (se nos permite um ditado popular).

P: Poderiam antecipar alguma ou algumas? Quais?

R: Sim. Todas elas se referem a demandas, sugestões que recebemos dos autores. São elas: uma seleta (sem custos) para um livro de minicontos; uma seleta (sem custos) para um livreto a6 de versos de natal; uma antologia cooperativada sobre trens, estações, ferrovias; uma antologia cooperativada de poemas cristãos; uma edição do prêmio literacidade destinado a estudantes…

P: Voltando a falar sobre o PLC2013… Existe demanda por prazos?

R: Sempre. Após o término do prazo para envio do poema para os 100 poemas 100 poetas, mas de 70 autores nos escreveram solicitando prorrogação. Ainda faltam alguns dias para o término das inscrições e já temos pedidos de prorrogação.

P: E haverá?

R: A gente tem optado por não prorrogar pois não parece muito legal com quem mandou trabalho no prazo. Entretanto, temos adotado prorrogar sempre que a quantidade de inscritos for menor que o dobro de premiações. Por exemplo, se vamos premiar os três primeiros, contamos com a inscrição de pelo menos seis.

P: Então não haverá prorrogação de prazo para inscrições no PLC2013, pois já são mais de 11 inscritos na categoria 1?

R: Esperamos que não precisemos. Esse é um nó que vamos ter que desatar. Embora já tenhamos uma quantidade de inscritos na categoria 01, a categoria 03 poemas avulsos tem até o momento poucos inscritos. Nela, pretendemos premiar pelo menos 13 poemas e 13 sonetos, mas até o momento apenas recebemos 10 trabalhos.

Anúncios